Central & South America

New Rules Regarding Liens and Liens on Financial Assets

On August 28, Law No. 13,476 was enacted, establishing that liens and encumbrances, including for publicity and effectiveness purposes, should be carried out on financial assets and securities subject to registration or centralized deposit. , exclusively in the registering entities or central depositaries in which the financial assets and securities are registered or deposited, regardless of the nature of the legal transaction to which they relate.

On the same date, the Central Bank of Brazil (BACEN) promulgated Resolution No. 4,593 of the National Monetary Council (which will come into force 180 days after the date of its publication), regulating the registration and centralized deposit of financial assets and securities by financial institutions and other institutions authorized to operate by the Central Bank of Brazil, as well as on the provision of services for the custody of financial assets.

Read More

Read full article

BACEN REGULATES THE ISSUE OF GUARANTEED REAL ESTATE LETTERS

The Central Bank published Resolution 4,598 of the National Monetary Council of August 29, 2017, which regulates the issuance of Guaranteed Letters (“LIG”), established by Law 13,097 of January 19, 2015).

LIG, an instrument similar to covered bonds , is registered, transferable and freely negotiable credit issued by financial institutions, guaranteed by a portfolio of assets subject to the fiduciary regime. The issuing institution remains responsible for complying with the obligations arising from the LIG, regardless of the performance of the underlying asset portfolio. The income and capital gain from the investment in the LIG are exempt from income tax when earned by an individual resident in the country or by resident or domiciled abroad (except in a country with favored taxation).

Read More

Read full article

ANVISA REGULAMENTA PROCEDIMENTO VISANDO AGILIZAR A EMISSÃO DAS LICENÇAS DE IMPORTAÇÃO DO SISCOMEX

Entrou em vigor no dia 14 de Agosto de 2017 a Orientação de Serviço Nº 341/GGPAF/ANVISA, que estabelece critérios e procedimentos para distribuição, análise e conclusão dos processos relativos às Licenças de Importação – LI, na modalidade Siscomex, nas Coordenações e Postos de Vigilância Sanitária de Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegários.

A norma interna da ANVISA estabelece que, observadas algumas regras, os pedidos de LI serão distribuídos a qualquer servidor com competência para análise, em qualquer uma das unidades alfandegárias da ANVISA. O prazo estabelecido pela norma para a análise das Licenças de Importação, descontados os atendimentos a exigências técnicas e eventuais outras suspensões, é de sete dias.

Read More

Read full article

A CONSTITUCIONALIDADE DA LEI PAULISTA QUE PROÍBE O USO DE AMIANTO

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), nos autos da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 3937, declarou a constitucionalidade da Lei Estadual paulista nº 12.684/2007 que proíbe, dentro do Estado, o uso de produtos que contenham qualquer tipo de amianto.

A decisão não adentrou na extensão dos seus efeitos, ou seja, se a proibição para uso de amianto está limitada ao Estado de São Paulo ou se é aplicável para todo o país. Além disso, a legislação paulista, declarada constitucional, é vaga sobre prazos e procedimentos para substituição de instalações e equipamentos que contenham amianto já em uso, o que representa insegurança jurídica.

Read More

Read full article

STOCK OPTION PLAN UTILIZADO PARA RETENÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DEVE SER TRIBUTADO

A 1ª Turma Ordinária da 4ª Câmara da 2ª Seção de Julgamento do CARF decidiu que se uma das condições para a manutenção das vantagens oferecidas por Stock Option Plans for a permanência do beneficiário nos quadros da empresa, tais vantagens caracterizam-se como contraprestação laboral, sujeita às contribuições previdenciárias.

Em vista deste entendimento, a utilização de Stock Option Plans como mecanismo de retenção de funcionários passaria a enfrentar relevantes obstáculos tributários.

Read More

Read full article

BÔNUS PAGO A PARTICIPANTES DE SISTEMA DE MARKETING MULTINÍVEL SUJEITA-SE A CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS

A Câmara Superior de Recursos Fiscais julgou no final de junho caso de Marketing Multinível, modelo de negócios semelhante ao da Pirâmide Financeira, em que empreendedores independentes atuam como revendedores, recebendo uma participação no lucro da revenda e um valor pelo recrutamento de novos revendedores. No caso em questão, os revendedores contribuíam para um fundo em benefício próprio, que era distribuído de acordo com a quantidade de operações efetuadas por eles e pelos revendedores por ele recrutados.

Read More

Read full article

AUTO DE INFRAÇÃO COM FUNDAMENTAÇÃO DEFICIENTE DEVE SER ANULADO

1ª Turma Ordinária da 4ª Câmara da 1ª seção de julgamento julgou recentemente caso relativo a auto de infração que exigiu do contribuinte IRPJ e CSLL com base em suposta escrituração indevida de despesas. No ato da lavratura do auto, a fiscalização alegou que a escrituração foi realizada em momento posterior ao devido, em desrespeito ao regime de competência. Não indicou, contudo, qual seria o período correto para o reconhecimento das despesas, ou apontou norma jurídica que sustentasse a alegaçã.

Read More

Read full article

Asociatividad entre privados para impulsar polos de desarrollo fue planteado en ForoSur 2017

Aquí existe una mirada de futuro, donde habrá que estar atento a cómo funciona en la práctica el diseño del mecanismo de pago del polo de desarrollo, ya que la próxima gran reforma que se vislumbra es en el segmento de distribución y no puede descartarse que tengamos que importar todo o parte de la lógica que existe detrás de esta asignación de costos, si se quiere por ejemplo potenciar polos de desarrollo de generación distribuida”, agregó Nicolás Atkinson, socio de Aninat Schwencke & Cía.

Read More

Read full article

Regulation of Investment Crowdfunding

The CVM issued on July 13, 2017, CVM Instruction 588 (” CVM Instruction 588 “), which regulates the public offer of distribution of securities issued by small business companies, carried out with exemption from registration by means of a platform (” Platform “) on the Internet (” Crowdfunding ” or ” Equity Crowdfunding”).

The new regulation allows companies with annual gross revenue of up to R $ 10 million reais to make offers through collective financing on the internet, with automatic waiver of offer registration and issuer in the CVM. To protect investors, one of the conditions is that this type of offer only occurs through the Platforms, which will go through the process of obtaining authorization from the CVM.

Read More

Read full article

Public Registry of Commerce approves Simplified Corporation regulation

Today, the Public Registry of Commerce (Inspección General de Justicia”) has approved the regulation of theSimplified Corporation (Sociedad Anónima Simplificada or “SAS”), which will enable the incorporation of this type of companies as from September 1. The main features of the SAS are the following:

 The SAS may be incorporated by one shareholder and the formalities of incorporation have been relaxed substantially.

 The incorporation may be completed within 24 hours.

 The initial minimum corporate capital is very low (approx. USD 1,000).

 Simplified valuation procedure of capital contributions in kind (e.g. trademarks, software, etc.).

 More flexibility to create different stock classes and special rights.

 Flexibility to design the management structure.

 Only one director must be an Argentine resident.

 Simplified accounting and corporate records.

 National Tax ID may be procured within 24 hours.

 Reduced timing for opening a bank account.

Please let us know should you need further information.

Read full article